0

Conheça as 50 dicas de SEO do Search Labs 2010.

Posted by Admin on 10 de agosto de 2010 in SEO |

A internet é sem dúvidas um refúgio para os desinformados. Sempre que precisamos de uma dica, solução, informação, corremos para a internet (normalmente google) e conseguimos em partes ou completamente o que precisamos.

Esses dias estive procurando informações sobre técnicas de SEO. É bom sempre estar atualizado para tentar melhorar o ranking do site…enfim, passei por um site chamado Estudio de Comunicação onde encontrei uma lista com 50 tópicos interessantes.

A lista é referente a dicas que foram dadas no Search Labs 2010, um dos maiores eventos de Search do país. O evento conta com 2 dias de palestras, onde participam alguns profissionais de peso do setor, tanto nacionais como internacionais.

Entre os palestrantes encontravam-se Fábio Ricotta da Mestre SEO, Paulo Rodrigo do Marketing de Busca e até profissionais internacionais, do Google, da Nine By Blue entre outros.

Segue a lista das dicas:

  1. Algo que foi muito lembrado durante as palestras foi “Conteúdo é Rei”, não adianta ter vários links apontando para sua página, fazer comentários em fóruns e blogs, trabalhar a divulgação em redes sociais se não possui um conteúdo relevante que agregue valor ao usuário;
  2. Conteúdo duplicado: se não há reincidência da palavra, o Google não considera conteúdo duplicado;
  3. O Brasil é campeão de solicitações para retirada de conteúdo;
  4. Como conseguir bons links? Comentários em fóruns e blogs, sites de clientes, sites de artigos, guest posts, press releases, redes sociais, campanhas virais, infográficos, patrocínios em eventos;
  5. Como estudar SEO? Visite sites, blogs e fóruns especializados, leia livros da área, estude as tendências do mercado, seja usuário e pratique diariamente. Conceitos de SEO que você sabe hoje poderão não existir amanhã;
  6. Se você melhora sua taxa de conversão de 4% para 5%, isso pode gerar 25% a mais de receita para o seu negócio;          
  7. Trabalhe com URL’s amigáveis, no caso de blogs, por exemplo, use o modelo: nomedoblog/categoria/titulodopost;
  8. Métricas: analise bem o comportamento do seu usuário, estude o que foi e o que não foi clicado. Facilite a navegação do site, invista em conteúdo e em usabilidade;
  9. Otimize também seus perfis em redes sociais. No Linked in, por exemplo, deixe seu perfil completo, trabalhe as palavras chaves importantes para sua área profissional, busque contatos relacionados ao seu segmento. No caso do Twitter, também crie sua bio com base em palavras importantes para seu negócio e trabalhe a divulgação deste perfil;     
  10. Redes sociais abertas geralmente são bem indexadas pelo Google, por isso a importância de trabalhar bem o seu perfil;     
  11. Dica importante que alguns sites ainda não trabalham: clicar no logo e ir para a home da página é praticamente uma obrigação;
  12. Abandone o “Clique Aqui”, utilize textos âncoras descritivos;        
  13. O Twitter mostra uma tendência de busca no Google com 1 dia de antecedência;
  14. Trabalhe seu conteúdo com foco no leitor, lembre-se, o texto deve ser feito pra pessoas e não para robôs; 
  15. Dica interessante: dias chuvosos aumentam impressões e taxa de cliques em anúncios;
  16. Conteúdo único, relevante e de qualidade não são suficientes, devem ser publicados na hora certa e numa plataforma amigável;
  17. Conteúdo para web não deve ser sinônimo de texto pequeno sem muitas informações, engajamento é fundamental;  
  18. Ainda falando sobre conteúdo, escreva sobre assuntos comentados no momento, saiba unir o offline com o online;
  19. Para planejar seu conteúdo, pesquise em sites como Yahoo Respostas, Orkut, fóruns e Twitter, saiba quais são as dúvidas do seu público;
  20. Na hora de convencer o cliente sobre a importância do conteúdo, utilize o argumento de que esta é uma forma dele se comunicar com seu público, gerar conversão e negócio;    
  21. Para quem trabalha com venda de produtos online, vídeos na página do produto aumentam a conversão;
  22. Textos com títulos como “os 10 mais”, “5 piores”, “7 maneiras”, “como fazer” atraem links;        
  23. Agregadores de notícias são boas ferramentas para conseguir links, mas não se esqueça de alterar título e descrição, coloque fotos atrativas relacionadas ao assunto e divulgue este link nas redes sociais;     
  24. Simplifique o compartilhamento do seu conteúdo através de botões pra envio em redes sociais;         
  25. Ter um site requer cuidados o tempo todo;  
  26. Reproduzir conteúdo de outros sites citando a fonte com link não caracteriza conteúdo duplicado;
  27. Segundo Pedro Dias, partilhar a hospedagem com “maus sites” não afeta sua classificação;
  28. Não abandone o conteúdo, concerte links quebrados, torne páginas 404 amigáveis e reveja erros de rastreio. Para páginas em manutenção, utilize o código 503;
  29. Não é possível fazer search sem pensar em Mobile e Redes Sociais;   
  30. Quando pensar na arquitetura de informação do seu site, tenha certeza que cada página tenha no mínimo um link; 
  31. A maioria das pessoas já sabem, mas é bom reforçar: Não use Flash em websites!
  32. SEO RP é uma das formas de ajudar uma empresa a resolver problemas com crises de reputação;   
  33. SEO não se restringe a links, é uma análise de todo o site, no qual o objetivo principal é a conversão;
  34. Press Releases são uma forma de ganhar bons links para o seu site, mas lembre-se: utilize os links no texto e não apenas no final da página, em serviço;
  35. O melhor conteúdo é aquele que é bem escrito e que conta com o conhecimento do negócio;  
  36. Os resultados locais do Google também são importantes para sua estratégia de SEO, possuem posição privilegiada no site de busca, geralmente no topo ou abaixo da 3ª posição na SERP, e sua empresa é exibida para usuários que buscam sobre produtos ou serviços relacionados ao seu setor;            
  37. CREOOtimização de conteúdo para usuários: persuasão, engajamento, conteúdo de qualidade, vários canais de comunicação, participação em discussões, converse com seu público, participe de eventos, saiba lidar com críticas, monitoramento, análise em redes sociais e ferramentas adequadas;
  38. Geralmente os usuários chegam a uma página através de resultados de busca, banners, e-mail marketing, redes sociais, campanhas de SEM e em média, apenas 3% dos visitantes fazem o que queremos que eles façam;
  39. Como devem ser as Landing Pages? Relevantes, originais, transparentes e com boa navegação;      
  40. Dicas para uma boa Landing Page: defina qual será o conteúdo principal que precisa chamar a atenção do usuário, saiba cumprir as expectativas do seu usuário, guie o usuário para a conversão, passe segurança e transparência, crie sensação de urgência, seja óbvio, crie empatia e faça vários testes com sua página;
  41. Saiba analisar seu concorrente, veja as páginas que linkam para ele, o melhor link é aquele que seu concorrente não conseguiu;  
  42. O poder da cauda longa – o usuário americano já faz pesquisas com até8 termos;
  43. Faça uma campanha atraente, pois o usuário tem o poder de demonstrar se gostou ou não;     
  44. Em 60 dias, o YouTube produziu mais do que as 3 maiores TVs americanas fizeram juntas nos últimos 60 anos;    
  45. Wikipedia atinge 40% dos internautas brasileiros;   
  46. 56% dos jovens têm a web como primeira fonte de informação;   
  47. 81% dos e-mails no mundo são spams;       
  48. Personalização dos resultados – fatores que influenciam a busca: localização, horário, buscas anteriores, época em que é feita a busca, favoritos, entre outros;
  49. Resultados personalizados estão estritamente ligados à satisfação do usuário;
  50. As redes sociais são importantes, mas não é possível criar uma marca apenas com estas redes.

 

Fonte: Estúdio de Comunicação

Post to Twitter Post to Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2010-2017 Conteudo Gratuito All rights reserved.
This site is using the Desk Mess Mirrored theme, v2.2.3, from BuyNowShop.com.